Skip to Content

Plataforma multi-setorial DRM Brasil - Funcionamento

Objetivos

A Plataforma DRM Brasil foi fundada em primeiro de julho de 2010 com um site e lista de email, e em setembro de 2012 foi refundada como Plataforma multi-setorial DRM Brasil com a missão de auxiliar e dar suporte na implantação do Rádio Digital no Brasil, tendo como foco o aperfeiçoamento do sistema e apoio aos diferentes agentes da radiodifusão sonora no país. Em 2016 o DRM-Brasil passou por uma nova reestruturação e foi incorporado à Associação Brasileira do Rádio Digital (ABRADIG), sendo um projeto de alta relevância para associação.

Atribuições

1. Detectar e conciliar os requisitos para implantação da radiodifusão digital no Brasil, estimulando a cooperação entre os diferentes agentes envolvidos: emissoras de rádio, fabricantes de equipamentos de transmissão e recepção, entidades de ensino e pesquisa, indústria de software, instituições financeiras, associações, sociedade civil e Governo. A promoção deste intercâmbio tem como objetivos dois pontos principais: o avanço técnico do sistema e reforçar sua implantação.

2. Manter o intercâmbio com o Consórcio DRM internacional.

3. Assegurar que todos tenham liberdade para participar e colaborar do processo de digitalização do rádio no Brasil.

4. Prover implementações e código de referência abertos e auxiliar na redação de normas e guias sobre o Sistema Brasileiro de Rádio Digital (SBRD) baseadas no DRM.

5. Transferir conhecimento técnico e burocrático e apoiar soluções para capacitação de recursos humanos.

6. Apoiar a criação de linhas de financiamento voltadas ao radiodifusor e à indústria do ramo.

7. Auxiliar o Governo e a Anatel a definir, gerenciar e aferir as especificações técnicas.

8. Apoiar a divulgação do sistema DRM no Brasil, América do Sul, África e em outras regiões com ênfase nos países que adotaram o ISDB-T.

9. Adequar o rádio digital às necessidades sócio-culturais das diferentes regiões brasileiras, reforçando a democratização do meio de comunicação radiofônico.

10. Assegurar o acesso à tecnologia digital a todos os radiodifusores, independente de tamanho e potência da emissora.

11. Estabelecer pontes entre o Brasil e blocos regionais de modo a fazer com que o Rádio Digital seja uma ferramenta de integração entre os povos. O SBRD com o DRM como modelo de referência pretende ser um sistema que incorpora especificidades regionais porém sempre tendo compatibilidade com o padrão aprovado pela UIT.

12. Garantir que a pesquisa do DRM Brasil seja aberta e publicamente disponível.



X